O AUTOCONHECIMENTO NA MODA

A moda é conhecida por ser uma forma de liberdade de expressão. O jeito que nos vestimos, reflete quem somos, nosso humor e nossa personalidade, sendo assim, também uma forma de comunicação, e saber disso pode abrir muitas possibilidades, tanto em nossa vida pessoal, quanto profissional. Por isso, conversamos com a consultora de imagem e estilo, Júlia Dambrós, para entender o impacto que a moda possui em nosso dia a dia, e como descobrir o seu estilo e paleta de cores pode facilitar a sua vida. Além disso, se você tem curiosidade de saber como funciona uma consultoria de moda e, se quer dar um upgrade no seu guarda roupas, fique ligado!

Foto por Joana Dambrós.

E: Como você decidiu ir para a faculdade de design de moda?

J: Desde muito pequena eu adorava bisbilhotar o guarda-roupas da minha mãe, da minha vó e das minhas tias. Provava todas as roupas, criava composições e fazia desfiles, sendo essa a minha diversão. Quando saíam para fazer compras, me levavam junto para dar minha opinião mesmo que, na época, era leiga no assunto. Eu me sentia incentivada a buscar aprender um pouquinho por dia sobre isso, e assim eu fui me apaixonando pelo mundo da moda. Então, na época de decidir qual faculdade eu cursaria, Design de Moda estava lá, no topo da lista.


E: Com o que você mais gosta de trabalhar na moda?

J: O mercado de moda é muito amplo, milhares de caminhos para seguir. Costura, modelagem e confecção nunca fizeram a minha cabeça. Eu sempre gostei de trabalhar com a peça pronta, de criar composições, fazer produções de moda, editorias, desfiles...


Enfim, explorar as possibilidades e significados das peças que estão em minhas mãos, transmitindo ao consumidor final a mensagem que a mesma carrega consigo. A consultoria de imagem e estilo consegue me permitir isso, trabalhar diretamente com as pessoas, e o desejo de imagem que querem transmitir, usando as roupas como ferramentas para isso.


E: Qual é o trabalho de uma consultora?

J: Muito antes de começarmos a falar com alguém, transmitimos uma primeira impressão, através da nossa aparência, um conjunto de gestos e vestimentas. A consultoria de Imagem e Estilo tem como intuito, adequar a sua imagem para que ela esteja coerente com o que você deseja transmitir ao mundo.


Não é apenas sobre comprar roupas ou montar looks, vai muito além. Ela tem o poder de transformação pessoal através da autoconfiança e autoestima, traduzindo a sua personalidade e momento de vida através da composição das roupas, acessórios, cabelos e maquiagens.


A consultora terá esse papel, juntamente a você, através de pesquisas, referências e muito bate-papo, criar uma estratégia de imagem para que você alcance seus objetivos, sem deixar a individualidade de lado.

E: Como funciona a sua consultoria?

J: Com o atendimento totalmente personalizado, nós trabalhamos juntas para fortalecer sua imagem respeitando a sua personalidade e trazendo mais segurança e confiança ao se vestir, sempre levando em consideração ferramentas como linhas, formas, cores, tecidos, harmonia, ritmos, proporção e escala.


Através delas passamos a entender o seu corpo e compreendemos o que melhor valoriza a silhueta, os melhores caimentos, modelagens e tecidos, que ainda estão de acordo com seu estilo.


Quando entramos no campo do estilo, identificamos e mapeamos todos os seus gostos pessoais, o seu meio social e sua rotina, esses são os principais pontos para identificarmos qual é sua essência.


As cores também falam muito sobre nós, elas têm muita força visual e ajudam a nos expressarmos. A Coloração Pessoal é uma das etapas mais encantadoras e reveladoras, ela nos auxilia a perder o medo de ousar.


Quando revitalizamos o guarda-roupas, buscamos deixar ele totalmente funcional e prático de acordo com seu estilo e sua rotina. Ele, acima de tudo, deve representar quem você é em cada roupa e acessório que lá se encontram, trazendo diversas possibilidades e multiplicando composições visuais. Isso irá auxiliar no entendimento das estratégias para adquirir peças certeiras e de qualidade.


O processo da consultoria segue várias etapas e possibilidades no seu desenvolvimento, por isso, é totalmente moldado à necessidade do cliente, assim podendo definir os passos a seguir para atingir o objetivo.


E: Qual a importância de saber a sua paleta de cores?

J: O teste de Coloração Pessoal tem como principal objetivo descobrir as cores que valorizam a sua beleza natural, levando em consideração suas características pessoais como cor dos olhos, cabelos e os tons presentes na pele.


Existem cores que evidenciam a sua beleza, suavizando manchas, linhas de expressão e olheiras, e outras que não te valorizam tanto assim, e acabam deixando em destaque esses pontos. A análise é feita baseada no subtom da sua pele, isso significa que, mesmo que esteja bronzeada, o resultado não sofrerá alteração.


Dentro da cartela chegaremos a uma gama de cores, variações de tons de cabelos e maquiagens que melhor se adequarão a sua pele, além de várias dicas de composição para suas cores.


A sua cartela carregará as cores da sua essência, te auxiliando e facilitando na hora de fazer compras mais assertivas, por exemplo.


Mas é importante lembrar que você não vai ficar “escrava” da sua cartela de cores, ela é apenas uma facilitadora para valorizar a sua beleza natural. Caso a sua cor favorita não esteja na sua cartela você não precisa se apavorar, você vai sim poder continuar usando ela, apenas vamos adicionar alguns truques que diminuirão o impacto que ela causará. Um exemplo bem simples é usar essa cor afastada do seu rosto, apostando nas partes de baixo, sapatos ou bolsas. O seu estilo e suas escolhas pessoais não devem ser deixados de lado.

Foto por Joana Dambrós.

E: Qual a diferença que a coloração pessoal faz no mundo da moda? E para suas clientes?

J: Dentro da indústria da moda ainda não é levado muito em consideração a coloração pessoal para desenvolvimento de coleções, mas existem algumas marcas que trabalham com diferentes tons da mesma cor, dentro de suas coleções, isso auxilia a atender quem busca peças coloridas dentro da sua cartela.


Já para quem faz o teste de coloração e descobre sua cartela, é uma sensação reveladora, mexe muito com nossa autoestima e autoconfiança. Ela nos dá autonomia para desenvolvermos cada vez mais nossa criatividade na hora do vestir e ousar sem medo de errar. Ajuda a entender que cada cor transmite uma mensagem, um sentimento e que isso reflete na nossa imagem e no nosso humor. Além de conseguir fazer combinações, a partir do círculo cromático. Descobrir a sua cartela, e tê-la em mãos, é um facilitador.


E: Todos podem fazer coloração pessoal, independente do sexo?

J: Sim, com toda certeza! Qualquer pessoa pode fazer o teste coloração pessoal. Ele é feito a partir das características presentes na sua pele, então o sexo e a idade não interferem no resultado. As únicas restrições são para realizar o teste em crianças, pois as características da sua pele ainda estão se formando e, não conseguimos ter precisão do resultado.


E: Qual sua tendência de moda favorita?

J: Para mim, hoje, a tendência Hi-Lo é a que melhor me identifico. Ela vem da expressão em inglês High-Low (Alto-Baixo na tradução literal) onde se mistura peças de alfaiataria, luxuosas e tecidos nobres com peças básicas, simples e baratas.


A ideia é criar uma grande oposição na composição visual, como por exemplo, misturar peças clássicas de alfaiataria com roupas do estilo urbano. Ou, também, poder trazer essa oposição no toque, nos tecidos, como misturar uma blusa leve de seda com uma calça de couro.


O mais interessante é que ela se adapta a praticamente todos os estilos, e assim promete ser uma tendência duradoura.


E: Como consultora, o que você mais indica para quem quer começar a entrar no mundo da moda mas não sabe como?

J: O autoconhecimento é o ponto inicial para quando você quer começar a se expressar através da moda. Isso porque a nossa aparência é o nosso cartão de visitas, e o estilo é nossa identidade.


A partir do momento que você se conhece, entende os seus gostos, entende o que lhe favorece e sabe o que quer transmitir através da sua imagem, é possível alinhar toda sua vestimenta para isso.


Uma dica bem bacana é buscar referências no Pinterest, com peças do estilo que você se identifica e, criar uma pasta para elas. Quando for compor seus looks ou fazer compras, leve ela em consideração e então, você consegue criar uma identidade visual que te represente e não irá sair comprando e usando um pouco de cada tendência nova que surge, que na maior parte das vezes acaba não se encaixando com o que realmente faz sentido no seu estilo.


E: Qual o seu maior objetivo profissional? E sua maior conquista até agora?

J: Não consigo pensar em apensar um objetivo, são tantos que desejo para conquistar nessa caminhada, mas acredito que o meu maior objetivo seja contribuir, de uma maneira proveitosa, a quem necessita passar por esse processo de autoconhecimento e não tem condições.


Minha maior conquista foi ter perdido o medo de começar. Foram anos de muito estudo e dedicação, mas misturados com o receio de começar a atuar na área. Hoje tenho certeza do que quero, amo muito o que eu faço e não me imagino fazendo outra coisa. Conseguir ajudar as pessoas a chegarem ao seu autoconhecimento e conseguirem se empoderar através da sua imagem, é gratificante.


E: Você realizou um intercâmbio pela Europa, o que trouxe para o seu mundo profissional? Alguma tendência, estampa, cor...?

J: Sim, durante 8 meses realizei um intercâmbio acadêmico em Lisboa, no ano de 2019, o meu principal foco foi buscar conhecimentos acadêmicos, com uma metodologia europeia para desenvolvimento de pesquisas e marketing moda. Foi extremamente proveitoso para ver de perto como o centro europeu, que é ditador de tendências de moda, desenvolvem suas coleções e como o publico final aceita e consome da ideia. As tendências de moda chegam, primeiramente, ao hemisfério norte (EUA e Europa) e na estação seguinte ao hemisfério sul, e elas se dão a partir do comportamento social, das questões políticas, e o momento histórico que estamos vivenciando.


Algumas tendências que vi muito fortes lá, e hoje estão presentes aqui, são as peças com transparências, volumes em mandas e saias, e babados como detalhes nas peças.

A Consultoria de Imagem e Estilo não se trata de transformá-la em alguém que você não é, mas enaltecer o que você já tem de mais incrível. Te mostrar que você não precisa gastar muito para estar bem vestida, que você pode ser um guarda-roupas real e cheio de possibilidades dentro da sua casa.


Por isso sempre digo: transforme-se sem deixar de ser você.

Foto por Joana Dambrós.

85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo